MEIO FILTRANTE - TODA ORGANIZAÇÃO QUER, POUCAS SABEM POR ONDE COMEÇAR
Esta notícia já foi visualizada 226 vezes.



TODA ORGANIZAÇÃO QUER, POUCAS SABEM POR ONDE COMEÇAR

Data:2/5/2009

Por Rogério Campos Meira

 

Quando o assunto é certificação, é quase consenso entre o empresariado que a adequação a uma norma ISO é extremamente relevante para os negócios.

Primeiro porque isto garante agilidade, eficiência e menos desperdícios na hora da produção, visto que os processos são padronizados. Segundo que o valor agregado ao produto ou serviço final passa a ser maior, uma vez que aquelas empresas que implantam uma ISO 9001, por exemplo, garantem aos seus consumidores qualidade. Há ainda vantagens em concorrências, por exemplo, principalmente quando o produto é voltado para o mercado externo, afinal, quanto mais certificações uma organização possuir, maior serão as garantias que ela dará ao seu consumidor.

É interessante notar que algumas licitações já pedem a ISO como obrigatoriedade para os concorrentes. Isso ocorre com freqüência em obras públicas e a norma pedida geralmente é a OHSAS 18001, pois ela refere-se à Saúde e Segurança no Trabalho e, assim, dá garantias ao Governo de que a empreiteira preocupa-se e toma todas as medidas para a integridade física de seus profissionais.

Porém, apesar dos motivos já explicitados, muitas empresas ainda não sabem como começar um processo de certificação e, portanto, perdem oportunidades de negócios e não agem como o máximo de eficiência que poderiam ter. Sendo assim, traço quatro passos que considero fundamentais para este início de jornada rumo à norma ISO.

Conhecimento sobre o objeto

É preciso conhecer bem todos os objetos e processos de uma organização para que alternativas possam ser pensadas e criadas. Dessa forma, a adequação a uma certificação começa pelo conhecimento de todas as partes da empresa. Para que isto possa ocorrer, é preciso investir em capacitação do pessoal interno e se necessário, na ajuda de uma consultoria, uma vez que elas são especialistas nisto.
              

Identificar os processos

Aqui, é preciso o envolvimento de todos, inclusive do alto escalão, para garantir que a implantação da norma possa de fato acontecer. Afinal, o bom líder põe em prática aquilo que cobra de seus colaboradores.

Assegurar previsibilidade

Todas as tarefas de um sistema de gestão têm de ser feitas sempre da mesma forma, para que o produto final também seja sempre o mesmo. A organização que deseja conseguir uma certificação ISO precisa provar que seus processos possuem consistência e repetitividade. E os meios de fazer com que isso se torne realidade é investindo em treinamentos, documentos e comunicação interna, pois assim todos os colaboradores estarão cientes das exigências da norma e estarão aptos para colocá-las em prática.

Inventário de competências

Última etapa, mas não menos importante, é a avaliação das competências de cada um dos colaboradores do quadro da empresa. É por meio desta análise que as organizações poderão descobrir os potenciais e fragilidades de cada profissional para, assim, designar a atividade que mais tenha a ver com o seu perfil.


 

Comentários desta notícia

Publicidade