Edição Nº 98 - Maio/Junho de 2019 - Ano XVIII
7078 visualizações
Automec 2019, arena de negócios, traz ainda diversão, conhecimento, troca, interação e aprendizado ao seu público


Automec 2019, arena de negócios, traz ainda diversão, conhecimento, troca, interação e aprendizado ao seu público



por Cristiane Rubim


A Automec, organizada pela Reed Exhibitions, é a maior feira de autopeças, equipamentos, acessórios e serviços do mercado de reposição e reparação para veículos leves, pesados e comerciais da América Latina. Sua 14ª edição, realizada no São Paulo Expo, em São Paulo/SP, de 23 a 27 de abril, mostra seu potencial de negócios ao trazer expositores de mais de 1.500 marcas nacionais e internacionais que proporcionam aos distribuidores, lojistas, atacadistas, varejistas e oficinas o contato direto com players da indústria. Este ano, a Feira interagiu ainda mais com seu público com as atrações do Automec Experience. 

Profundas transformações
O Encontro da Indústria de Autopeças, reunião de líderes do setor e nomes nacionais e estrangeiros da indústria para um overview de desafios e oportunidades, deu início à 14ª edição da Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços, a Automec 2019. O encontro mostrou uma visão sobre mercados da América Latina e debates sobre inserção competitiva e PMEs. O Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) promoveu esse debate para saber quais são os desafios para o setor de autopeças em vista das grandes mudanças. O presidente do Sindipeças, Dan Ioschpe, diz: “O setor automotivo enfrenta mundialmente profundas transformações, tanto na arquitetura dos veículos quanto na sua forma de consumo, incluindo aspectos como eletrificação, autonomia e não propriedade. O Brasil, seguramente, não ficará à parte desse processo” – afirma. 
E o cenário é positivo para o setor automobilístico. O Sindipeças mostra que as empresas instaladas no País investirão R$ 2,72 bilhões em 2019, diante dos R$ 2,47 bilhões do ano passado, com aumento de 8,4% no faturamento em relação a 2018, alcançando R$ 107,1 bilhões. Recentemente, o livre comércio para automóveis leves entre Brasil e México foi anunciado, o que deve ocorrer com veículos pesados em 2020. Dessa forma, as operações serão feitas sem cobrança de tarifas ou limitação quantitativa. Relatório da Navigant Research aponta que as vendas mundiais de veículos elétricos a bateria e de veículos híbridos elétricos plug-in cheguem a 6,6 milhões de unidades/ano até o final desta década, cerca de 7% do mercado total de veículos. Além ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade