Tendências no segmento de filtração automotiva
Edição Nº 90 - Janeiro/Fevereiro de 2018 - Ano XVI
Esta notícia já foi visualizada 4399 vezes.


Tendências no segmento de filtração automotiva



por Carla Legner
Os filtros automotivos surgiram há mais de um século, logo após a invenção do automóvel, com a finalidade de reter uma série de impurezas que prejudicavam o desempenho, a confiabilidade e a durabilidade dos veículos. Nas últimas décadas, os filtros da cabine passaram a cuidar, também, da qualidade do ar interno dos veículos.
De acordo com Marcel Pezenatto da Silva, representante da Filtros INflow, estes filtros têm papel fundamental na filtragem de partículas que podem ser prejudiciais ao sistema, ocasionando perda de desempenho e falhas mecânicas prematuras. Já os filtros de cabine têm papel muito importante na retenção de partículas, gases e odores, melhorando a qualidade do ar no habitáculo e reduzindo potenciais problemas respiratórios.
Atualmente é muito comum o motor de um carro ultrapassar os 300 mil quilômetros sem a necessidade de uma retífica. Em boa parte, o mérito dessa durabilidade é por causa da alta eficiência dos modernos filtros do ar, do óleo e do combustível. Os donos dos veículos que trocam regularmente os filtros e usam produtos com qualidade original podem usufruir desses benefícios. “Cada filtro tem sua devida importância e, ao fazer a correta manutenção, o aplicador/consumidor irá garantir longevidade, menor consumo e menor emissão de poluentes, além de diminuir o desgaste das partes móveis e outros componentes.
O filtro é importantíssimo na manutenção de qualquer veículo, máquina ou equipamento e é o segundo item mais consumido. O primeiro é o óleo lubrificante” – completa Robson Quito, responsável pela área de filtros da Delphi - divisão de aftermarket. 


Mercado
No cenário atual, em virtude do aumento da poluição atmosférica nos centros urbanos e da conscientização da população sobre a necessidade de respirar ar de qualidade faz com que os filtros de cabine tenham maior participação no setor automotivo. Silva explica que existe uma forte tendência por esse tipo de filtros se aperfeiçoarem ainda mais. 
Diante desse cenário, com as novas tendências automotivas para incrementar a eficiência energética e reduzir a poluição atmosférica, os veículos passam a ser cada vez mais compactos (downsizing). Com isso os espaços disponíveis para o desenvolvimento de filtros de ar para motores tornam-se limitados. As novas tendênc ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade