Uso do ozônio como alternativa de tratamento de efluentes hídricos foi tema de workshop na Petrobras Refinaria de Capuava
Edição Nº 10 - Julho / Agosto / Setembro de 2004 - Ano III
Esta notícia já foi visualizada 4389 vezes.


Uso do ozônio como alternativa de tratamento de efluentes hídricos foi tema de workshop na Petrobras Refinaria de Capuava



Nelson Roberto Cancellara
A utilização da tecnologia do ozônio para tratamento de efluentes industriais
está sendo cada vez mais difundida no Brasil devido aos excelentes resultados que vem sendo apresentados principalmente no cenário internacional.
Essa técnica foi tema do workshop ocorrido no dia 20/04 na Refinaria de Capuava no qual participaram técnicos e pesquisadores da Petrobras e IPEN.
O evento ocorreu em decorrência dos estudos que estão sendo realizados na Gerência de Otimização RECAP pelo químico Nelson Roberto Cancellara, na busca de novas tecnologias para tratamento e reaproveitamento de águas, tendo em vista a ineficiência dos processos químicos convencionais em matrizes complexas.
Segundo Nelson um defensor desta tecnologia, “Uma das grandes vantagens na utilização do Ozônio no tratamento de água com matrizes complexas, reside no fato de não haver formação de sais indesejáveis como por exemplo cloretos que ocorrem em conseqüência dos processos químicos como é o caso do Dióxido de Cloro”.
Continua Nelson: “A transformação parcial do material orgânico em CO2 ou em subprodutos de curta vida, o residual puramente inorgânico onde todos os cátions usualmente presentes, pela ozonização podem ser levados ao seu maior estado de oxidação, é um dos atributos do caráter oxidante do Ozônio”.
O foco central do evento na RECAP foi a apresentação de um anteprojeto e dos resultados analíticos das várias correntes de águas industriais tratadas com Ozônio produzido em um reatorpiloto.
Como palestrante, foi convidado o engenheiro Olli Kalervo Tikkanen da OKTE Engenharia e Consultoria, que fez uma explanação das várias aplicações de Ozônio nos diversos segmentos industriais. O engenheiro Olli apresentou na oportunidade um anteprojeto que ora está em estudo, para tratamento de água da RECAP conforme solicitado.
Trabalhando com o ozônio desde 1992, o engenheiro Olli obteve também vários conhecimentos sobre o assunto na Alemanha, tendo desde então desenvolvido um grande número de testes, testes-piloto e contando inclusive com patentes requeridas. Na oportunidade, falou da aplicabilidade do ozônio na Europa, onde é amplamente utilizado em diversos setores de atividades industriais, tendo seu uso ampliado principalme ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade